Compartilhar

Paraíba

SESI realiza transferência da metodologia ASSTI para o departamento regional da Bahia

Por Coordenação de Comunicação - Publicado 29 de julho de 2022

Cerca de 30 pessoas estão participando do treinamento que está acontecendo nestes dias 28 e 29, conduzido pelos supervisores de Saúde e Segurança, Fernando Melo e Christiane Batista, e o supervisor de Inteligência Estratégica, Saulo André.


Na manhã desta quinta-feira, 28, o Departamento Regional do SESI da Paraíba deu início a um treinamento, que se estende até esta sexta-feira, 29, com o SESI da Bahia com o intuito de transferir para eles o domínio sobre a Avaliação da Saúde e Segurança em Trabalhadores da Indústria - ASSTI, metodologia desenvolvida pela gerência de Saúde e Segurança na Indústria do SESI da Paraíba, que possibilita o monitoramento de índices de qualidade de vida dos trabalhadores da indústria e que permite analisar os fatores que influenciam na produtividade e na percepção de segurança no ambiente de trabalho dessas pessoas. 

O treinamento está sendo conduzido pelos supervisores de Saúde e Segurança, Fernando Melo e Christiane Batista, e o supervisor de Inteligência Estratégica, Saulo André, de forma teórico-prática, onde os participantes absorvem o conteúdo passado pelos instrutores e realizam atividades práticas. É a primeira vez que essa transferência está sendo realizada via internet, por videoconferência. 


“Nesse caso específico do SESI Bahia é um ponto super positivo porque é um regional de muita expressão a nível nacional. Então quando a gente chega próximo a esses estados que são referências sempre traz um apoio, sempre agrega um valor interessante ao nosso trabalho”, Fernando Melo, supervisor de Saúde e Segurança do SESI da Paraíba.


Serão 16 horas, divididas em dois dias de treinamento, onde cerca de 30 colaboradores da área de Saúde, Segurança e Promoção de Saúde estão participando de dinâmicas práticas e sendo capacitadas sobre as noções da metodologia criada pelo SESI da Paraíba. No primeiro dia, os participantes puderam conhecer as noções sobre a metodologia e participaram de uma dinâmica prática. Nesta sexta-feira, o treinamento teve continuidade com a parte teórica sobre o funcionamento da consultoria ASSTI. 

“Sempre que a gente consegue fazer essa transferência para mais um regional, aumenta a importância das informações, porque a gente começa a ter representatividade de todos os estados brasileiros. Isso cria algo que nenhuma empresa tem e isso traz pro SESI um protagonismo na gestão de dados de saúde Isso permite a gente trabalhar junto às indústrias, estratégias com maior nível de assertividade sempre orientando a empresa numa tomada de decisão mais estratégica, com menos custo e com mais eficiência”, explicou Fernando.

Desde que começou a partilhar a metodologia com outros departamentos, o SESI da Paraíba já realizou esse treinamento com 18 regionais. As próximas transferências serão realizadas em agosto, para o SESI de São Paulo, e em setembro, para o SESI do Maranhão, ambas de forma presencial. Com isso, a metodologia chegará a 20 estados até o final deste ano. 

O SESI da Paraíba possui uma expertise na área de Saúde e Segurança, o que potencializa a busca de outros departamentos regionais pela metodologia criada na Paraíba. A Avaliação da Saúde e Segurança em Trabalhadores da Indústria foi criada em 2018 e é um serviço consultivo para colaborar com as indústrias na tomada de decisões em relação à saúde e segurança de seus trabalhadores.



Texto/Colaboração: Igor Batista

Outras Notícias